BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Brasilio Lelli

Brasilio Lelli nascido em Indaiatuba, em 10 de Outubro de 1911(onde residiu por 93 anos), filho de alfaiate, seguiu a profissão ensinada por seu pai durante toda a sua vida profissional, sendo alfaiate conhecido e renomado na cidade de  Elias Fausto, Distrito de Cardeal e, por último, Indaiatuba.

Confeccionou ternos masculinos para diversas personalidades conhecidas nas cidades onde residiu. Sempre com dedicação e perfeccionismo, passava as noites cortando e costurando para que pudesse atender às necessidades de seus clientes, mas nunca deixou de fazer a sua "sesta" após o almoço, onde deitava em sua cama, lia um trecho da Bíblia Sagrada e tirava seu cochilo precioso para poder voltar a se sentar em sua máquina de costura. 

Para manter a família atuou, conjuntamente com a alfaiataria, em outras atividades. Em 1951 comprou uma máquina para tirar fotos, para retratar as pessoas nos horários após a missa, festividades de quermesses e casamentos. 

Em 1952 adquiriu algumas bicicletas e nos finais de semana alugava-as para os moradores da cidade de Cardeal para andarem em volta da praça, uma forma lúdica e divertida para aqueles que não podiam comprar uma bicicleta. 

Em 1949 teve uma padaria na cidade de Cardeal, conjuntamente com uma panificadora da cidade de Elias Fausto e também da cidade de Indaiatuba a Panificadora Popular, onde começou sua ligação com a cidade de Indaiatuba, manteve esta padaria em funcionamento por aproximadamente 10 anos. 

Brasilio Lelli fez parte da Associação dos Vicentinos (Sociedade São Vicente de Paula) no período de 40 a 45 anos ocupando diversos cargos, entre eles tesoureiro por mais de 30 anos, fazia sindicância nas casas para saber a real necessidade das famílias, além de ajudar a montar e distribuir as cestas básicas. 

Desde que se ingressou foi responsável por diversas atividades desenvolvidas pela Associação neste período de 30 anos também exerceu o cargo de tesoureiro na Associação de São Vicente na Comunidade de São Bendito por  uns 30 a 35 anos. 

Participou da fundação da Igreja de Santa Rita de Cássia. 

Era constantemente procurado pela população carente de lndaiatuba, que sabia que o encontrava em sua alfaiataria, 'para pedir mantimentos para suprir as necessidades de suas famílias o que prontamente ajudava ou através das ações da Associação dos Vicentinos ou com recursos próprios. 

Em sua alfaiataria era visitado por personalidades conhecidíssimas dos moradores de Indaiatuba entre elas a Sra Colaca que vivia passando na alfaiataria para pedir uma "ajudinha" para seus filhos. O Sr. das Laranjas que  ficava na Praça do Randolfo frequentemente passava para oferecer as suas "laranjas já descascadas". 

Brasilio Lelli era católico praticante e não perdia as Missas e Festividades das Igrejas Nossa Senhora da Candelária e da São Benedito, era voluntário nas Festividades. 

Colaborou para a implantação da comunidade São Vicente na Igreja São Benedito, onde foi tesoureiro por mais de 30 anos. 

Colaborava na confecção das vestimentas das Imagens de Nossa Senhora para a Procissão. 

Em 1954/55 Sr. Brasílio Lelli veio com a família para Indaiatuba, montou sua alfaiataria na rua Candelária, depois adquiriu uma casa no bairro Vila Almeida onde trabalhou intensamente para a instalação da energia elétrica neste bairro. 

No ano de 1957 envolveu os moradoras do Bairro Vila Almeida para que a Empresa Light trouxesse energia elétrica para o referido bairro, o que em, aproximadamente 1957 /58 ocorreu. Para isto Brasílio Lelli trabalhou ativamente adquirindo pessoalmente algumas dezenas de postes para suportar  os fios de energia elétrica e que, aos poucos, os demais moradores foram pagando de acordo com suas posses e condições a infraestrutura  proporcionada por Brasílio Lelli. 

Brasílio Lelli era apaixonado por música, enquanto costurava, cantarolava bem baixinho alguns cânticos religiosos e diversas músicas que gostava, mas sua paixão pela música não ficou apenas guardada em sua alfaiataria, se envolveu com a criação de uma segunda Banda musical em lndaiatuba, a Banda 7 de Setembro. 

Incentivou diversas pessoas que também gostavam de música, colaborando financeiramente com a compra de diversos instrumentos musicais e com a manutenção dos mesmos. Como em Indaiatuba não tinha loja especializada na venda de peças para os reparos dos instrumentos, Brasílio Lelli aproveitava a viagem para a Cidade de São Paulo, onde comprava suprimentos e tecidos para sua alfaiataria e passava nas lojas especificas de instrumentos musicais e trazia partituras e peças para reparar os instrumentos que já foram adquiridos de terceiros e com seus desgastes naturais. 

Brasílio Lelli também foi membro da Banda 7 de Setembro, seu instrumento era a Tuba, um instrumento de grande sonoridade. Permaneceu na Banda tempo suficiente para motivar seu filho Sergio Lelli a ingressar na Banda para  aprender a tocar Saxofone (em Si bemol) e clarinete. 

Seu filho Sergio Lelli, conta que seu pai Brasilio Lelli também dedicava seu tempo e dinheiro para a confecção de uniformes para os integrantes da Banda bem como aquisição de partituras musicais e confecção de alguns objetos entre eles as baquetas que, por serem caras, Brasilio Lelli usava de sua 
criatividade solicitando aos proprietários de marcenarias as sobras de madeiras para servir de baquetas para os instrumentos de percussão. 

Mapa de R. Brasilio Lelli - Jardim Veneza, Indaiatuba - SP

R. Brasilio Lelli - Jardim Veneza, Indaiatuba - SP

...ooooOoooo...



Crédito da biografia: texto do Gabinete do vereador "Carlos Alberto Rezende Lopes, em atribuição ao nome de Brasilio Lelli para a até então rua Rua 6 do loteamento denominado "Jardim Residencial Veneza"

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Mês das Crianças no Museu Casarão Pau Preto



A Fundação Pró-Memória promove no mês de outubro atrações especiais para bebês e crianças de diversas faixas etárias. 

O objetivo é oferecer, durante os fins de semana, atividades fora da sala de aula para as crianças se desenvolverem socialmente através de jogos e brincadeiras. 

Todas as atividades são gratuitas e abertas à população.


As atividades contarão com equipe pedagógica e acontecem no Museu Casarão Pau Preto fica localizado na rua Pedro Gonçalves, 477, no Jardim Pau Preto, nos sábados de outubro das 10h às 12h.

Veja a programação completa:


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

VISITANTES NO ÚLTIMO ANO

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES